Arquivo | sindical RSS feed for this section

Imaturidade

28 out

Por Lucas Lipka Pedron* e Rafael Athayde**

Os fascistas abrem suas asas. Espalham o medo e o ódio, cobrindo com as trevas da violência o sol da liberdade que tenta reerguer-se no horizonte. Matam e bradam, os ludistas, palavras de ordem cheias de ódio, quebrando portões, janelas, as portas das escolas que juram tão hipocritamente defender. Estes reacionários se multiplicam, se alimentam do sofrimento e da barbárie, repetindo em suas poucas vozes a podridão de palavras torpes, fermentadas no borbulhar das profundezas dos intestinos de governantes autoritários. Estes covardes canalhas, com seus embustes e seus tacapes, estufam o peito galinácio, ostentando suas fragilidades irracionais. Mas brava e brandamente os jovens secundaristas envergam o arco e tiram do alforje a verdadeira flecha da democracia, e matam as esperanças fúteis desses crápulas sorrateiros e mesquinhos.O medo paralisante desfalece em cinzas, e a alegria renasce a cada dia para nos lembrar que devemos lutar, mas TEMER JAMAIS.

Continue lendo

Anúncios

Carta de apoio aos jornalistas da Gazeta do Povo

22 jun
10387473_10200343660750949_2672187068155627213_n

Campanha do SINDIJOR em 2015 já alertava para este problema

No dia 15 de fevereiro deste ano, a Gazeta do Povo publicou matéria intitulada “TJ e MP pagam supersalários que superam em 20% o teto previsto em lei”. Na matéria, eram expostos dados – já públicos no Portal da Transparência – com os salários pagos a magistrados em 2015. Entre outras questões, abordava a remuneração de juízes, desembargadores, promotores e procuradores, com seus complementos como indenizações, pagamentos retroativos e auxílios, incluindo o auxílio-moradia.

Continue lendo

Aos professores sobre o seu dia

15 out

alep-01Por Sérgio Andrew Farias*

Hoje foi um dia complicado, muita gente dizendo que deve-se comemorar o dia do professor, entrei em sala e disse não, não deve ser comemorado e sim refletido.
E agora começamos a reflexão.

Deveríamos estar discutindo EDUCAÇÃO, e não dia comemorativo. Não pensem que sou mau agradecido, não, mas a sociedade não valoriza nosso trabalho, critica nossa greve, critica nossas criticas e critica nosso trabalho, em partes isso é produtivo, mas, infelizmente é a critica destrutiva, a que quer ver você mal, punido pelo que fez e disse, e isso se encaixa em pais, alunos e professores.
Só para deixar claro, professores reclamam da educação, de seu trabalho, reclamam de seus alunos, de suas atitudes, de seu linguajar, dele em si, mas não para pra refletir, quem é esse aluno, o que ele faz e de onde ele veio, o que ele quer e como e quando quer, enfim, quem é ele e quais suas vontades, e como posso tentar fazer com que meu conteúdo se aproxime da sua realidade.

Continue lendo

Trabalhadoras/es da Saúde fazem protesto em frente ao Hospital do Idoso nesta quinta-feira

18 ago

Sindy_psy_01Fonte: Sindypsi-PR

Ao meio-dia desta quinta-feira (20), cerca de 200 trabalhadores e trabalhadoras são esperados para uma manifestação em frente ao Hospital do Idoso Zilda Arns, em Curitiba. O objetivo é pressionar a Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde (FEAES), que administra serviços de saúde da capital,  a negociar a regulamentação da jornada de 30 horas semanais para as categorias. Atualmente, a jornada de trabalho na FEAES pode ser de até 40 horas por semana.

A mobilização é fruto de um cenário desigual: servidores estatuários da saúde de Curitiba já cumprem jornada de 30 horas semanais, enquanto os trabalhadores da FEAES não têm acesso a esse direito. Além disso, a redução da jornada de trabalho para a área da saúde é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Continue lendo

Etapas municipais do Congresso do PSOL em Curitiba já estão marcadas

20 jul
Mesa do I Congresso Nacional do PSOL.

Mesa do I Congresso Nacional do PSOL.

Em 2015 a militância e os filiados do PSOL tem uma missão muito importante: definir a nova direção nacional e o que o partido vai fazer nos próximos 2 anos no V Congresso do PSOL. E esse processo se inicia em breve, agora em agosto, com as etapas municipais (plenárias) que visam debater as teses e eleger delegados para o Congresso Estadual, momento que posteriormente serão eleitos delegados para o Congresso Nacional.

As plenárias acontecem nos municípios onde há filiados do PSOL. Em Curitiba, por conta do tamanho da cidade, serão realizadas 5 plenárias. O filiado deverá se credenciar apenas em uma, tendo direito então a participar do debate das teses escritas e inscritas para o Congresso. Para tal, precisará contribuir com a taxa de R$15,00, que vai custear toda a realização do Congresso.

Continue lendo

O PT e a privatização da saúde em Curitiba

17 jul

feaesPublicado originalmente no Blog Amenidades

Por Thiago Bagatin*

O último domingo (12) foi marcado pela chuva e pelo encerramento da 13ª Conferência Municipal de Saúde de Curitiba. O numeral 13, denominador da quantidade de conferências realizadas no município até então, refere-se casualmente à sigla partidária que hoje está à frente da pasta da saúde.

No leilão entre amigos de distribuição de cargos, secretarias e poder, que contempla desde DEM até o PT, este último partido foi o que indicou o secretário de saúde e todo escalão subsequente. Muita expectativa girou em torno das “mudanças de gestão” que estavam por vir. Porém, o que assistimos até agora foi mais do mesmo.Cabe lembrar que em 2011, quando o PT era oposição ao então prefeito Luciano Ducci (PSB), os vereadores de “esquerda” da Câmara Municipal tiveram um papel importante no contraponto à criação da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde (FEAES), que de “estatal”, cada vez mais fica demonstrado, só existe o nome.

Continue lendo

PSOL é contra Medida Provisória que reduz salários dos trabalhadores

10 jul

ppeNesta semana, o governo federal editou mais uma proposta que penaliza os trabalhadores brasileiros. A Medida Provisória (MP) nº 680 impõe a redução em até 30% nos salários dos trabalhadores, por até um ano, sem prejuízo aos empresários e com contrapartida do governo federal.

Conforme a MP, se o empresário considerar interessante, ele poderá reduzir sua produção e a jornada de trabalho em percentual proporcional. Além disso, o governo irá arcar com até metade dos 30% da redução de salário, para ressarcir parte das perdas dos trabalhadores. Em suma: as empresas nada perdem, pois em tempos de recessão, lhes é interessante e lucrativo reduzirem sua produção. Do outro lado, o governo ressarce parte das perdas dos trabalhadores, sob o argumento de que isso reduziria os gastos com o seguro-desemprego, quando na realidade, não deveria gastar nada.

Continue lendo

V Congresso Municipal do PSOL – Ata e resoluções

15 jun

Ata do V Congresso Municipal do PSOL Curitiba

O V Congresso Municipal do PSOL Curitiba foi realizado no dia 13/06/2015, das 9:30h as 17:30h, na sede do Núcleo Sindical Curitiba Norte da APP-Sindicato, na Avenida Marechal Floriano Peixoto, 306 cj 83. O congresso foi constituído das seguintes etapas: 1) Balanço da política municipal; 2) Apresentação de teses; 3) Debates; 4) Resoluções e 5) Eleição do Diretório Municipal. A mesa foi composta, na parte da manhã, por Renata Moraes, presidenta municipal e Cesar Fernandes, secretário de comunicação. No período da tarde, a mesa foi composta por Renata, Cesar e por Jean Aurélio, representando o secretário de formação política, Alef Franklin.

Continue lendo

O PL 4330/04 e os efeitos da terceirização na vida dos trabalhadores

12 jun

terceirizacao4Artigo publicado originalmente em NAA Advogados Associados

Por Clarissa Viana*

No dia 22 de abril de 2015 foi aprovado no Congresso o Projeto de Lei 4330/2004, que busca regulamentar a terceirização trabalhista no Brasil. O projeto, que agora se chama Projeto de Lei da Câmara (PLC) 30/2015, deve ser votado no Senado para, caso aprovado, ser submetido à sanção presidencial.

O tema da terceirização trabalhista é central para o mundo do trabalho na medida em que surge como resposta do setor empresarial para a crise econômica cada vez mais latente, contando, para isso, com o apoio massivo dos meios de comunicação hegemônicos. Estes pontuam que, com a alta dos custos com a produção, faz-se necessário diminuir gastos adotando como medida de solução a redução de custos com o capital humano mediante a redução de salários, aumento das jornadas de trabalho e não concessão de benefícios anteriormente fornecidos.

Continue lendo

Plenária da campanha Fora Beto Richa é nesta quinta-feira

16 maio

unnamedNa próxima quinta-feira, dia 21 de maio, as 19h00, será realizada em Curitiba, nas escadarias da praça Santos Andrade, no centro da cidade, a primeira reunião pública e aberta visando organizar a campanha “Fora Beto Richa”. A reunião está sendo organizada diversos ativistas, correntes políticas, sindicatos e movimentos sociais que entendem que chegou o momento de mobilizar todo o conjunto da população paranaense pela saída de Beto Richa do governo do estado.

Desde fevereiro temos escutado nas manifestações a palavra de ordem “Fora Beto Richa”. E o que parecia algo muito distante, passou a se tornar possível a partir das duas ocupações da ALEP em fevereiro e do episódio da bancada do camburão. Ali ficou claro que Beto Richa não tinha mais condições de governar e que seu mandato iria se “arrastar” nos próximos anos. Depois disso, tivemos a divulgação de pesquisas apontando a desaprovação recorde do governador, as denúncias de corrupção e pedofilia envolvendo assessores, a perseguição a jornalistas e o descumprimento dos acordos que possibilitaram, em março, o fim das greves dos trabalhadores do serviço público estadual. Por fim, o massacre do dia 29 de abril, com o cinismo característico dos tucanos para justificar o ocorrido.

Continue lendo