Archive by Author

Reunião Organizativa do Núcleo LGBT do PSOL Curitiba

30 jan

Na próxima quinta-feira, dia 02/02, às 18h30, na sede do partido (R. Voluntários da Pátria, 475, 13º andar, cj.1313 – Ed. Asa) ocorrerá a reunião organizativa do Núcleo LGBT do PSOL Curitiba.

As pessoas que estiverem interessadas em participar da reunião, que se identificarem e se sentirem abrangidas pelo nosso tema, precisamos de você!

Mais informações: Giana De Marco – (41) 984117733

Nota do PSOL sobre representação contra o Deputado Chico Alencar

29 out

12189943_736484719789095_3772459951038121221_n

Neste dia 29 de outubro o Solidariedade, através de seu presidente nacional, Deputado Paulo Pereira da Silva (SD/SP), protocolou junto ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados uma Representação contra o Deputado Chico Alencar(PSOL/RJ), líder do PSOL e uma das principais lideranças nacionais que exigem o afastamento de Eduardo Cunha.

A iniciativa do famigerado Paulinho da Força – que é réu no Supremo Tribunal Federal – baseia-se em denúncias falsas e tem como objetivo intimidar o PSOL e seu líder na luta contra Eduardo Cunha.

Os fatos mencionados por Paulinho na referida representação já foram objeto de análise por parte do Ministério Público, com procedimento arquivado em favor do deputado Chico Alencar, restando provada “inexistência de improbidade administrativa ou dano ao erário, e a boa-fé do deputado”. Ao mesmo tempo, suas contas de campanha, com montante dos mais baixos entre os deputados eleitos no Rio de Janeiro, foram aprovadas pela Justiça Eleitoral.

É sabido que Paulinho da Força e seu partido compõem a base de sustentação do presidente da Câmara dos Deputados e têm colaborado para impedir o andamento das investigações contra Cunha.

Por isso, o PSOL repudia veementemente qualquer ataque à história e à atividade parlamentar de Chico Alencar, um deputado que orgulha nosso partido e que terá, hoje e sempre, toda a nossa solidariedade na luta contra as máfias que se apoderaram do legislativo brasileiro.

Não nos calarão! Fora Cunha e todos os corruptos!

Todo apoio a Chico Alencar e à bancada do PSOL na Câmara dos Deputados!

Diretório Nacional do PSOL 50 – Partido Socialismo e Liberdade
Brasília, 29 de outubro de 2015

Nota de solidariedade aos militantes LGBT Alexandre Plautz Lisboa e Leonardo da Cruz

28 set

O PSOL solidariza-se com o filiado Alexandre Plautz Lisboa e com seu namorado Leonardo da Cruz, militantes LGBT, vítimas de homofobia vinda de um cobrador de ônibus em Curitiba. A agressão aconteceu na manhã do dia 21/07/2015, quando Alexandre acompanhava seu namorado até a estação tubo na qual pega ônibus diariamente. Pelo simples fato de estarem abraçados, do lado de fora do tubo, o cobrador pediu “respeito ao local público” como também “à criança presente no local”.

Sabendo que não estavam fazendo nada de errado, Alexandre e Leonardo questionaram o cobrador e iniciou-se uma discussão. O ônibus estava chegando e, devido a um compromisso de Leonardo, o camarada Alexandre pediu que seu namorado pagasse a passagem e adentrasse no ônibus. Quando Alexandre ficou sozinho com o cobrador, a covardia movida por homofobia tomou proporções maiores: com um pedaço de pau, retirado de dentro da estação-tubo, o cobrador partiu para cima do nosso camarada, que se retirou do local para preservar sua integridade física e logo depois acionou as autoridades.

Continue lendo

Executiva do PSOL RJ pede expulsão de Daciolo

19 mar

PSOL DO RIO DE JANEIRO SE SOLIDARIZA COM A FAMÍLIA DE AMARILDO E INDICA A EXPULSÃO IMEDIATA DO DEPUTADO CABO DACIOLO

Em novo pronunciamento, no dia de hoje, na tribuna da Câmara dos Deputados, o deputado cabo Daciolo, eleito pelo PSOL, mais uma vez envergonha o partido, sua militância, nossos eleitores e a população do estado do Rio de Janeiro, quando defende os policiais militares acusados pelo assassinato do pedreiro Amarildo e anuncia que os visitará na prisão para se solidarizar com eles.

Não é a primeira vez que o parlamentar faz declarações ou toma atitudes antagônicas com o programa, os princípios e a ética do PSOL.

Continue lendo

Plenária Municipal do PSOL é neste sábado

8 dez

O Diretório Municipal do PSOL-Curitiba convida a todos e todas para sua plenária municipal, a ser realizada no sábado, 13/12/2014, às 14h00, na sede do PSOL (R. Desembargador Westphalen, 485, cjto. 22).

Pauta:

I. Avaliação de campanha e da conjuntura política;

II. Campanha contra o fundamentalismo;

III. Ação conjunta de fim de ano.

IV. Prestação de contas.

Todos os filiados ao partido podem participar da reunião com direito a voz e voto.

Setorial de Negras e Negros e Setorial de Mulheres manifestam sobre posicionamento de Jean Willys

20 nov

Carta dos setoriais de negros e negras e de mulheres do PSOL sobre a manifestação de Jean Wyllys sobre o seriado “Sexo e as Negas”

A veiculação do programa “O sexo e as nega” tem alimentado diversos debates junto ao movimento de mulheres negras brasileiro desde o início de sua produção. O debate sobre a representação da mulher negra na grande mídia não é um debate novo para nós. A imagem historicamente construída e midiaticamente naturalizada, é baseada no papel social atribuído às mulheres negras, em que a subalternidade e precariedade de trabalho caminha ao lado da sensualidade erótica, sempre reforçando e naturalizando o papel de todas essas formas de exploração – de raça, gênero e classe.

E é durante o novembro negro, justamente na semana da Consciência Negra, que nos deparamos com a campanha #EuAmoSexoEAsNega organizada por alguns atores da TV Globo para defender o programa de autoria de Miguel Falabella. Uma das justificativas apresentadas para a defesa do programa seria o fato dxs negrxs terem muito pouco espaço de trabalho na teledramaturgia brasileira,que incorpora e reproduz um preceito liberal para o qual as mudanças podem ser fruto de paulatinas inserções e incorporações nos ambientes de poder, o que mudaria, por si só, um lugar socialmente e historicamente construído. Ora, o que o próprio debate acerca do programa indica é que não.

Continue lendo

Agende-se: atividades do PSOL em Curitiba no mês de novembro

1 nov

Coerente com a ideia trazida na campanha eleitoral, de que “votar é só o começo” e que “só a luta muda a vida”, o Diretório Municipal e os núcleos de base do PSOL estão realizando uma série de atividades em Curitiba no mês de novembro. Agende-se:

Continue lendo

Reunião do Núcleo Periférico

30 out

1184931_657448834265683_680017781_nO Núcleo Periférico do PSOL-Curitiba convida a todos e todas para sua reunião, a ser realizada no sábado, 01/11/2014, às 14h00, na sede do PSOL (R. Desembargador Westphalen, 485, cjto. 22).

Pauta:

I. Fórum de regularização fundiária;

II. Campanha contra a revista vexatória no sistema prisional;

III. Sarau Periférico;

IV. 20 de novembro.

Você pode conhecer mais sobre um dos núcleos mais atuantes do PSOL clicando aqui.

Mais informações: Renato (41-9830.3860).

15 de outubro é dia do professor. Tem presente, Prefs?

14 out

A reformulação do plano de carreira do magistério municipal de Curitiba, em primeira votação, é aprovado na Câmara dos vereadores em 13 de outubro de 2014. A prefeitura anuncia esse fato como um grande presente para os professores, porém a verdadeira história mostra que este “presente” foi conquistado através de muita luta e intervenções dos docentes.

Desde maio de 2013 os professores municipais estão envolvidos em uma campanha para um plano de carreira digno que valorize a profissão, foram meses de grupos de estudos, reuniões com representantes da prefeitura, panfletagens, conversas com a comunidade e dias em greve. Toda esta mobilização visava chamar a atenção dos representantes municipais e da comunidade para a falta de condições de trabalho em que se encontram os professores bem como, cobrar o atual prefeito Gustavo Fruet a cumprir suas promessas de campanhas que priorizavam a educação.

Toda essa mobilização trouxe alguns resultados positivos, estamos perto da implementação de um novo plano de carreira no qual o professor terá oportunidade de chegar ao teto da carreira ainda em vida (no plano atual é necessário 89 anos de trabalho para se atingir o final da tabela de vencimentos), conquistamos avanço linear anual, garantia de crescimento para quem terminou o estágio probatório, o enquadramento na nova carreira levando em conta o tempo de serviço e a trajetória na carreia. Todos esses avanços são oriundos da pressão e da luta da categoria. Ainda precisamos avançar, os vereadores (apesar de terem assumido um compromisso com o grupo de trabalho) votaram contra as emendas propostas pelo magistério: inclusão dos critérios para mudança de classe; correção do percentual de crescimento entre especialização e o mestrado; redução do prazo de publicação do decreto que regulamenta o procedimento de enquadramento; implementação imediata do plano para 260 professores que já cumpriram os requisitos para aposentar. Os representantes da câmara mostram que não estão a serviço dos trabalhadores pois seguem a cartilha do atual prefeito.

Continue lendo

Posição do PSOL sobre 2º turno: “Seguir lutando para mudar o Brasil”

8 out

Dilma não nos representa. Nenhum voto em Aécio.

O PSOL cresceu nas eleições de 2014. Dobramos nossa votação em relação a 2010, num cenário ainda mais difícil. Agradecemos a cada um dos 1.612.186 eleitores que destinaram seu voto ao fortalecimento das bandeiras que defendemos durante a campanha eleitoral. Conseguimos dobrar a representação parlamentar do PSOL, que alcançou cinco deputados federais e doze deputados estaduais. Essas bancadas farão a diferença nos seus estados e no Congresso Nacional na luta por mais direitos. Nosso projeto sai fortalecido das urnas, conquistando o quarto lugar em uma eleição marcada pela desigualdade da cobertura da imprensa, dos erros das pesquisas, do impacto do poder econômico e do desequilíbrio no tempo de televisão. Nada disso teria sido possível sem a militância do PSOL, que fez a diferença e conquistou, com muita dedicação, esse expressivo resultado.

Cumprimos o nosso papel, apresentando a melhor candidata e a melhor proposta para o Brasil. Luciana Genro constituiu-se como a principal referência da esquerda coerente e este é um enorme patrimônio de todo o PSOL. O programa que defendemos é o programa necessário para que se avance em direção a um Brasil justo e igualitário, livre da exploração e de todos os tipos de opressão. Esta foi nossa principal missão política nestas eleições, e avaliamos que a cumprimos bem.
Um segundo turno, quando não nos sentimos representados nele, é muitas vezes mais do veto que do voto. Entendemos que Aécio Neves, o seu PSDB e aliados são os representantes mais diretos dos interesses da classe dominante e do imperialismo na América Latina. O jeito tucano de governar, baseado na defesa das elites econômicas e nas privatizações, com a corrupção daí decorrente, significa um verdadeiro retrocesso. A criminalização das mobilizações populares e dos pobres empreendida pelos governos tucanos, em especial o de Alckmin, nos coloca em oposição frontal ao projeto do PSDB e aliados de direita. Assim, recomendamos que os eleitores do PSOL não votem em Aécio Neves no segundo turno das eleições presidenciais. Não é cabível qualquer apoio de nossos filiados à sua candidatura.

Continue lendo