Travesti do MT consegue contribuir para o INSS como profissional do sexo

29 mar

Lilith Prado, presidente da associação de travestis de Mato Grosso, tentava recolher a contribuição para a previdência, mas a ocupação não era reconhecida no cadastro. Agora, tem o direito à aposentadoria e auxílio em caso de acidente ou doença.

Clique AQUI, para ver o vídeo.

em: http://video.globo.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s